Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

O problema do endividamento

Se está irremediavelmente afogado em dívidas, não conseguindo negociar taxas de juros mais baixas com os seus credores, uma consolidação de créditos poderá ser uma boa decisão. Da mesma forma, se estiver com problemas de taxas de juro altas, pagamentos mensais elevados e muitas contas, uma consolidação de crédito irá ajudar a recuperar a estabilidade na sua vida financeira.
Combinado com um plano de reembolso da dívida antecipado e um serviço de aconselhamento de crédito, a consolidação de créditos poderá ser utilizada para liquidar a totalidade da sua dívida numa pequena fracção do seu custo original.

A Solução de consolidar os créditos

Tudo se resume à matemática e ao comportamento… pode parecer atraente apenas ter um empréstimo grande e só lidar com esse pagamento mensal (pagamento esse que pode até ser automaticamente retirado da sua conta à ordem, por débito directo, todos os meses). Desta forma estará a descomplicar a gestão mensal do seu orçamento familiar.

É óptimo não receber contas infinitas no correio e não ter de se preocupar com o que paga e quando.  Para poder delinear a melhor estratégia para si, deverá tomar as seguintes decisões:

  • Decidir se quer pagar primeiro os empréstimos com juros mais altos ou os empréstimos com juros mais baixos;
  • Planear o pagamento automático para que consiga pagar mais do que os pagamentos mínimos todos os meses. Poderá ser uma boa opção, não receber as contas em papel (contudo continue a verificá-las mensalmente) e deixar o dinheiro “auto gerir-se”.

Cuidados a ter ao consolidar créditos

Ainda assim, mesmo que a matemática de uma consolidação de créditos funcione a seu favor, o seu comportamento pode ser o verdadeiro problema. Se tem problemas de sobre-endividamento, deve procurar outro tipo de ajuda. Por outro lado, pagar todas as dívidas relacionadas com um empréstimo só pode agravar a situação (não se esqueça que ainda deve dinheiro associado a outros créditos) e, se continuar a contrair créditos para pagar os antigos, estará a entrar num caminho sem saída.

Não hesite: se precisa de ajuda com a sua dívida, pode e deve obtê-la. Não deixe o estigma social ou o ego falar mais alto (existem várias maneiras de encontrar resposta ao problema).
Existem programas de reembolso e créditos com programa de aconselhamento que podem negociar taxas de juros mais baixas em seu nome ou, ajudá-lo a fazer por si só. Estes programas podem ajudá-lo com o seu orçamento, bem como ajudar a planear uma percurso de dívida que transforma o seu crédito numa ferramenta que poderá controlar.

Consolidar Créditos – A solução milagrosa?
Classificado como: